Matérias / Entrevistas

STRATOVARIUS
REGISTRO HISTÓRICO GRAVADO NO BRASIL
(Olympia, São Paulo, 27/08)

Antonio Rodrigues Junior

Pela quinta vez no País, o conjunto finlandês Stratovarius, que teve diversos problemas de relacionamento com o guitarrista Timo Tolki, provou que a crise é coisa do passado em shows históricos. A banda chegou a se separar durante alguns meses, mas acabou retornando com a formação anterior para a gravação do novo disco, lançado de forma homônima pela Century Media.

Apesar do retorno para as gravações, o baixista Jari Kainulainen deixou o grupo e foi substituído por Lauri Porra. O novo membro tocava com o vocalista Timo Kotipelto em sua carreira solo.

Com esta formação - completada por Jörg Michael (bateria) e Jens Johansson (teclado) -, a banda esteve na capital paulista divulgando o novo álbum. Nesta oportunidade, o quinteto, que completa 20 anos de carreira, também gravou o seu primeiro DVD.

"Existem três motivos principais para se gravar um DVD no Brasil", conta o baterista Jörg Michael em entrevista a Comando Rock um dia antes da apresentação. "Primeiramente, os brasileiros são o melhor público. Sempre tivemos um excelente suporte por parte dos fãs por aqui. Segundo, ainda estamos no início da turnê, ou seja, se ocorrer algum problema, ainda temos tempo para consertar. E terceiro, quem assistiu o DVD Rush in Rio sabe que se pode conseguir um resultado excelente."

O público brasileiro, que é um dos maiores do Stratovarius, não decepcionou, lotando o Olympia, que teve seus ingressos esgotados um dia antes da apresentação. As cortinas se abriram por volta das 22h40 (sem banda de abertura) e todos se depararam com dois telões, que passavam imagens do início desta turnê, como momentos na Argentina, Chile e Curitiba.

Em seguida, os músicos subiram ao palco para uma das melhores apresentações em território nacional, iniciada pela pesada "Maniac Dance" - novo single do grupo. Na seqüência, o que não faltou foram grandes clássicos, como "Speed of Light", "Kiss of Judas", "Twilight Symphony" e até mesmo canções a muito esquecidas pelo quinteto, como a sonora "Will the Sun Rise?".

Apesar de sempre comum, o solo de bateria acabou sendo substituído por uma apresentação do novo baixista Lauri Porra. O músico realizou uma excelente performance, mostrando diversas formas de tocar seu instrumento, inclusive com a cabeça. Porém, o momento mais interessante foi quando tocou um pouco de bossa nova. Para quem não sabe, Lauri tem um projeto dedicado a esse estilo na Finlândia.

"Fui chamado para substituir Jari, pois ele quer se dedicar a família", conta o novo baixista. "Fiz questão de liga-lo e perguntar seus motivos. Como não poderia se dedicar 100% ao Stratovarius, decidiu deixar a banda. Toco com vários músicos brasileiros. Por isso, estudo muito bossa nova e outros estilos latino americanos. Inclusive tenho um projeto paralelo com uma vocalista finlandesa e devemos gravar um disco de bossa nova em breve."

Logicamente que os pontos altos ficaram para o final do show. Primeiramente com as animadas "Hunting High and Low" e "Visions". Em seguida foi a vez da balada "Forever", que traz apenas violão, teclado e vocal. Mas os vocais ficaram, quase que na sua totalidade, por conta do público, que cantou a música em uníssono. Este será um momento memorável do DVD. O final ficou por conta do maior sucesso do grupo, "Black Diamond".

Um registro digno de se tornar um vídeo digital, apesar de algumas falhas técnicas (entre duas canções as caixas soaram ruídos por alguns segundos, atrapalhando o vocalista que queria falar). Alguns também sentiram falta de clássicos indispensáveis - como "Paradise" e "Forever Free" -, mas com 20 anos de carreira fica difícil agradar a todos. De qualquer forma, o público brasileiro saiu muito satisfeito e os fãs de todo o mundo serão brindados com um grande DVD.

Voltar