Matérias / Entrevistas

MOPTOP
NA MIRA DO ROCK BRITÂNICO

Preparando o lançamento do MTV Ao Vivo 5 Bandas de Rock, o quarteto carioca, que já tocou para o público do Oasis e Placebo, prepara-se para abrir os shows do Keane no Brasil

Antonio Rodrigues Junior

A banda carioca Moptop vem se especializado em abrir shows para britânicos. Depois de aberturas para Oasis e Placebo, é a vez do grupo Keane - que estará fazendo três apresentações em território nacional - contar com os cariocas no "aquecimento". Os shows ocorrerão dias 17 e 18 no Credicard Hall (em São Paulo) e 20 no Citibank Hall (no Rio de Janeiro), todos com a presença do Moptop.

O quarteto carioca - Gabriel Marques (vocal e guitarra), Mário Mamede (bateria), Daniel Campos (baixo) e Rodrigo Cury (guitarra) - lançou o álbum de estréia no ano passado, intitulado Moptop Vol. 1. Atualmente, a banda, que também participou recentemente do Abril Pro Rock, está preparando o videoclipe "Paris" e o DVD MTV ao Vivo 5 Bandas de Rock, que contará com mais quatro conjuntos.

Em entrevista a Comando Rock, o vocalista e guitarrista Gabriel Marques fala sobre os shows ao lado do Keane, a experiência de abrir para Oasis e Placebo, a participação no Abril Pro Rock, a expectativa pelo primeiro DVD, a repercussão do álbum de estréia e os prêmios conquistados.

Comando Rock: A banda estará abrindo os três shows do Keane no Brasil. Qual a expectativa para as apresentações?
Gabriel Marques: Fazer show de abertura é um pouco complicado, pois o público não está lá para ver o seu show. Mas já abrimos para algumas bandas internacionais e sempre rolou de forma bacana. Acho que não será diferente desta vez. Todos gostamos bastante de Keane. Considero uma das melhores bandas pop da atualidade.

O conjunto já vem se acostumando a aberturas para grandes nomes internacionais, como Oasis e Placebo. Qual a importância deste tipo de apresentação?
O contato com essas bandas é sempre positivo para nós, que estamos começando. Acaba se tornando uma espécie de aula... Além disso, é ótimo mostrar o nosso trabalho para um público novo.

O grupo também esteve participando recentemente do importante festival Abril Pro Rock, ao lado de Mutantes e Nação Zumbi.
O Abril Pro Rock foi incrível! Estar no mesmo festival que esses dois monstros do rock nacional é um orgulho para gente. O público entendeu e curtiu bastante o nosso show.

A banda também participou do projeto MTV Ao Vivo 5 Bandas de Rock, que foi gravado recentemente.
Tem tudo para ser um divisor de águas na nossa carreira. Será o nosso primeiro DVD e nunca estivemos envolvidos em um projeto desse porte. Além disso, mais uma vez vamos mostrar nosso trabalho para um público novo.

Falando em apresentações ao vivo, o conjunto vem fazendo uma extensa turnê por todo o País. Como tem sido a receptividade do público?
Ótima! Somos sempre muito bem recebidos por onde passamos e o público já canta praticamente todas as músicas nos shows. A Internet tem sido fundamental para isso.

No ano passado, o quarteto lançou o primeiro disco Moptop Vol. 1. Como vocês avaliam esses aproximadamente seis meses de lançamento?
Somos um projeto pequeno dentro da Universal, mas a gravadora acredita muito no potencial da banda a longo prazo. Fomos muito bem recebidos pela imprensa e o público tem crescido muito nesses últimos meses.

O grupo foi indicado em vários prêmios como revelação do ano, além de indicações - por exemplo, ao VMB - pela qualidade do site. Como vocês receberam essas indicações/prêmios?
Toda banda sonha em receber prêmios pelo seu trabalho. Não é diferente conosco. Mas sabemos também que essas coisas são passageiras e nem sempre indicativas da qualidade de uma banda.

Voltar