Matérias / Entrevistas

JOHN FOGERTY
FAZ SHOW "MÁGICO" EM SÃO PAULO

(Credicard Hall, São Paulo, 08/05/2011)

Marcos Franke

Quando entrei no Credicard Hall, o show de John Fogerty já havia começado. Porém, me surpreendi com uma casa lotada e extremamente bem humorada naquele dia das mães. A pista tinha sido liberada e logo atrás dela assentos estavam cheios de fãs mais velhos que não tinham mais o mesmo pique de quando eram mais jovens. Impressionante como os filhos destes se encontravam na pista e dançavam e agitavam, sozinhos ou acompanhados. Foi um show ótimo para todas as pessoas e gerações, principalmente para aquelas que não queriam se sentar em um show.

O som estava incrível. John tocou uma seqüência de hits do Creedence Clearwater Revival para abrir o show. Não estava no show em Belo Horizonte nem do Rio de Janeiro. Mas, pelo set-list, as músicas foram selecionadas conforme o clima. O show em São Paulo, em comparação aos outros, foi fantástico. Um dos muitos destaques foi "Long As I Can See The Light". As pessoas ao redor pareciam estar chocadas e, ao mesmo tempo, satisfeitas ao verem John a tocando.

Mas o show teve muitos outros grandes momentos. "Ramble Tamble" também foi maravilhosa. John está certo: Kenny Aronoff é o melhor baterista do mundo. "Good Golly Miss Molly" foi outra grande surpresa para todos, juntamente com "Pretty Woman", cover de Roy Orbison. Tive a sensação de que esta canção literalmente bombardeou o público e fez todos cantarem e dançarem. Preciso confessar que nem John Fogerty estava acreditando no que estava vendo. Era muita interatividade emocional.

Para provar meu ponto de vista, depois que John fez o seu encore com "Rockin All Over the World" e "Proud Mary", o público não queria que o show acabasse e continuou a chamar por John. As vozes começaram a ficar mais alto e mais alto. O manager pediu provavelmente para o músico voltar ao palco e ele estava pronto para tocar novamente para São Paulo. João, como muitos fãs o chamavam, retornou feliz e agradeceu com muita emoção a multidão com um sorriso largo no rosto. John e sua banda logo emendaram "Traveling Band" e todos foram à loucura. Queria que ele tivesse tocado a noite toda.

A maioria das pessoas aqui de São Paulo ou do Brasil provavelmente nunca pensou que veria John Fogerty. Bem, as pessoas agora testemunharam um dos melhores shows que já vi do John, mesmo comparados a bootlegs ou DVDs. Aqueles que me conhecem, sabem também que não sou de falar isto de cada show que vou. Mas esta apresentação foi excepcional. Havia magia no ar naquela noite em São Paulo e John era o mago. Obrigado John por esta noite incrível de puro rock and roll!

Voltar